Desenvolvimento

Na década de 60, a inauguração da Capital Federal e a construção de rodovias, como a BR 020, sentido Brasília intensificaram a proximidade do oeste baiano com a Capital Federal. O ano de 1962, além da emancipação foi também marcado pela inauguração da Barragem, projeto de Irrigação São Desidério – Barreiras – Sul, da Companhia do Vale do São Francisco, atual Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco – CODEVASF. Por volta de 1965 os jogos do São Desidério Sport Club em campo de várzea já revelavam talentos do esporte na cidade, sempre prestigiados por um grande público.

desenvolvimento

Banda de jazz Cordão de Ouro do Maestro Heliodoro Ribeiro, destaque para Jonas Azevedo, Dr. Zequinha, Édio, e as crianças Manoel Bega e Damélia

A chegada da luz elétrica na década de 1970 foi o eixo norteador que induziu novos rumos para o progresso no município. Época em que o lazer das famílias saodesiderenses era por conta das festas sociais no tradicional Clube Santo Onofre com animação da Banda Cordão de Ouro, do maestro Heliodoro Alves Ribeiro. Anos mais tarde a juventude se divertia nos embalos da Night Club que por muito tempo foi o ‘point’ da cidade.

A década de 1980 registra os primeiros indícios da comunicação em São Desidério, por meio das ondas da Rádio Globo, Record e Nacional, e posteriormente o sinal de televisão com a TV Aratu de Salvador e o telefone. A chegada do Banco do Brasil e Banco Econômico também ajudaram a intensificar o comércio da cidade.

POLÍTICA

No mesmo ano da conquista emancipatória, 1962, em 1º de maio, foi redefinida a composição do diretório político de São Desidério como iniciativa para a primeira eleição do município. Na época, o diretório era constituído pelo Partido Social Democrático – PSD, que teve como representante Abelardo Alencar, o Partido da União Democrática Brasileira – UDN, que lançou o candidato Antonio Pereira da Rocha e o Partido da República – PR, com o candidato Celso Barbosa dos Santos.

Nesse período as eleições ocorriam por meio de cédulas. Com 526 votos Abelardo Alencar foi eleito o primeiro prefeito de São Desidério com o vice Caio Bandeira, que tomaram posse no dia 7 de abril de 1963, juntamente com oito vereadores: José Ribeiro Sobrinho (PSD), Olavo Pereira dos Santos (PSD) – Presidente da Câmara, Bento Alves das Neves (PSD), Cirino Alves Teixeira (PSD), Francisco José Pereira (UDN), Sebastião Camilo (UDN), José Alves de Souza Almeida (PR) e Edson José de Souza (PR).

A primeira gestão voltou-se para as questões imediatas de infraestrutura. O MDB, partido Moralista Democrático Brasileiro popularmente conhecido como ‘manda brasas’, e os arenistas do PSD, foram os que mais vigoraram na história política do município.

A partir de 1993 um novo partido surge no cenário da política local, o Partido da Frente Liberal – PFL.
Por este mesmo partido (PFL), tomou posse, em 1997, João Barbosa de Souza Sobrinho (Zito). Reeleito, administrou o município de 2001 a 2004. De 2005 a 2008 foi a vez de Arnon Pereira Lessa assumir a prefeitura. E, em 2009, pela terceira vez Zito Barbosa venceu as eleições para prefeito tendo como vice Demir Barbosa, pelo PMDB. Em março de 2012 Demir é empossado prefeito.
.