Método Caxambu é aplicado em prática de curso promovido pela prefeitura de São Desidério em parceria com AIBA e ABAPA

O lavrador aposentado, Josildo Cavalcante observa atendo o trabalho realizado em uma nascente localizada em suas terras. A ação faz parte do curso de recuperação de nascentes idealizado pela prefeitura de São Desidério por meio da parceria entre Secretaria de Meio Ambiente e Turismo (SEMATUR), a Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA) e a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (ABAPA).

“Eu fico mais tranquilo em ver esse serviço, porque sei que vai conservar a água e garantir que a nascente não seque, aqui tinha três pontos da nascente, um entupiu e nós não conseguimos limpar, ela secou, sempre caía muita terra nelas e nós temos que fazer essa limpeza e proteger o local, pois sem água ninguém vive”, desabafa Josildo.

A parte prática do curso foi orientada pelo engenheiro agrônomo, Renato Rios, que ensina as técnicas de proteção dos veios d’água. “A forma como as rochas são colocadas impedem que o veio d’água seja assoreado e não agride o meio ambiente, pois parte do material usado é retirado da própria área, todos os participantes se empenharam muito e absorveram adequadamente as orientações do curso”, explica Rios.

Mais de 20 pessoas participaram do curso e estão aptas a recuperar outras nascentes identificadas pelo Programa Municipal de Recuperação de Nascentes em várias comunidades do município. “Será montado um cronograma de trabalho junto ás comunidades onde as nascentes serão recuperadas para que as pessoas que receberam o curso possam atuar seguindo o método Caxambu”, comenta o secretário da SEMATUR, Joacy Carvalho.

Texto e foto: Jackeline Bispo

  • Compartilhe: