Prefeitura de São Desidério promove curso de Agente Inseminador para produtores rurais

A Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Econômico em parceria com Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Sindicatos dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães (SPRLEM) à promoveram de 07 à 11 um curso de Agente Inseminador que aconteceu na Fazenda Terra Nova no município para pequenos criadores de gado.

Esse curso capacita os criadores a atuarem no campo, afim de garantir o melhoramento genético do rebanho da região. Com isso refletirá no aumento de produtividade de leite. “É um curso que garante o domínio técnico das atividades que desenvolvem. Vale destacar, ainda, que essa ação em conjunto é de tamanha magnitude, entre Prefeitura Municipal, SENAR e Sindicato. Tudo isso é uma realidade porque ambos comungam da mesma ideia, de que é preciso possibilitar ao pequeno, as condições dignas para ele se manter e crescer na atividade, assegurando o pão de cada dia na mesa de todo produtor”, assegurou o instrutor do SENAR, Daniel Cedraz.

“Esse curso se complementa com o de silagem na medida em que um leva informação sobre nutrição do rebanho e outro gerará incremento genético ao mesmo, nessa linha estaremos fortalecendo a cadeia produtiva. Na oportunidade estaremos nos programando para outros cursos de produção”, disse a secretária de Agricultura, Patrícia Rocha.

Para o veterinário da SEAGRI, Cleber Andrade “A capacitação é um momento de conhecimento em que o produtor ganha a oportunidade de qualificar o que aprendeu no seu dia a dia. Com isso terão um melhoramento genético para aumentar o seu rebanho, sua rentabilidade e oferecer um melhor produto” frisou.

Ainda de acordo com a secretária Patrícia Rocha, a pasta da Agricultura tem como propósito incentivar o produtor a melhorar as condições de produção de bovinos e aumentar a produtividade da bacia leiteira. Essa capacitação tem papel fundamental uma vez que capacita agentes de algumas comunidades que terão a oportunidade de difundir e multiplicar os conhecimentos tecnológicos de melhoramento genético do rebanho adquiridos para outros criadores, porque nós também disponibilizamos o material dentro dos programas de incentivo” complementou.

Texto: Diego Souza
Fotos: Arquivo SEAGRI

  • Compartilhe: