Trajetória Política

No mesmo ano da conquista emancipatória, 1962, em 1º de maio, foi redefinida a composição do diretório político de São Desidério como iniciativa para a primeira eleição do município. Na época, o diretório era constituído pelo Partido Social Democrático – PSD, que teve como representante Abelardo Alencar, o Partido da União Democrática Brasileira – UDN, que lançou o candidato Antonio Pereira da Rocha e o Partido da República – PR, com o candidato Celso Barbosa dos Santos.

Nesse período as eleições ocorriam por meio de cédulas. Com 526 votos Abelardo Alencar foi eleito o primeiro prefeito de São Desidério com o vice Caio Bandeira, que tomaram posse no dia 7 de abril de 1963, juntamente com oito vereadores: José Ribeiro Sobrinho (PSD), Olavo Pereira dos Santos (PSD) – Presidente da Câmara, Bento Alves das Neves (PSD), Cirino Alves Teixeira (PSD), Francisco José Pereira (UDN), Sebastião Camilo (UDN), José Alves de Souza Almeida (PR) e Edson José de Souza (PR).

A primeira gestão voltou-se para as questões de infraestrutura mais imediatas. O MDB, partido Moralista Democrático Brasileiro popularmente conhecido como ‘manda brasas’, e os arenistas do PSD, foram os que mais vigoraram na história política do município. A partir de 1993 um novo partido surge no cenário da política local, o Partido da Frente Liberal – PFL.