Obra da PCH Santa Luzia, em Sao Desidério, é embargada pelo INEMA

A Prefeitura Municipal de São Desidério por meio da Secretaria de Meio Ambiente juntamente com representantes do Ministério Público, INEMA, Comitê de Bacias do Rio Grande, CONSID e UFOB, fizeram uma visita a PCH Santa Luzia, localizada no povoado de Palmeiral.

O objetivo dessa visita foi inspecionar e avaliar os possíveis danos causados ao Rio Grande, às comunidades ribeirinhas diretamente impactadas, e discutir os próximos passos. “Estamos juntos com a secretaria de meio ambiente de São Desiderio e demais órgãos ambientais avaliando os impactos decorrentes a percebo que várias medidas já foram adotadas a exemplo do embargo das obras”, disse o promotor Eduardo Bitencourt.

O INEMA comunicou a todos sobre o embargo imediato das obras, e que ainda estará solicitando estudos técnicos a respeito da estabilidade do talude, bem como dos possíveis impactos ambientais causados. “Os estudos preliminares do laboratório da UFOB, demonstram que o material é inofensivo à saúde humana, animal e à vida aquática”, reforçou o secretário de Meio Ambiente Joabe Pereira.

O abastecimento de água continua suspenso e a Prefeitura está dando suporte às famílias afetadas, com distribuição de água através do carro pipa e também de água mineral para o consumo humano.

Ascom SD

  • Compartilhe:

Pular para o conteúdo