Secretaria de Saúde de São Desidério faz doação de cadeiras de rodas a pacientes atendidos pelo serviço de fisioterapia domiciliar

Após sofrerem acidentes motociclísticos, Lourenço Marques Filho e Nascimento Pereira de Jesus, moradores da sede de São Desidério, fazem parte do atendimento da fisioterapia domiciliar ofertada pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Saúde. Além dos progressos obtidos no atendimento fisioterapêutico, eles comemoram por receberem do Governo Municipal cadeira de rodas que irão auxiliar na locomoção.

Realizado na sede e zona rural do município, o atendimento da fisioterapia domiciliar objetiva a reabilitação de pacientes que possuem limitações na locomoção. “Antes era um sofrimento, pois não tinha cadeira, e para ir ao banheiro e andar aqui dentro de casa mesmo era difícil. Agora com a cadeira tudo fica mais fácil”, comentou o paciente Lourenço. Da mesma alegria partilha o senhor Nascimento, que acrescenta sobre o atendimento fisioterapêutico que recebe em sua residência. “Depois do acidente perdi boa parte dos movimentos do lado esquerdo e com a fisioterapia estou me sentindo bem melhor agora. Agradeço ao prefeito Zé Carlos que não mede esforço para amparar quem precisa”.

De acordo com a fisioterapeuta Ana Carolina, na sede são atendidas atualmente, cerca de 16 pessoas, cada uma duas vezes por semana. “A nossa maior satisfação é ver a melhoria dos pacientes e a alegria que eles sentem em perceberem o progresso do tratamento. E as cadeiras de rodas irão auxilia-los não somente dentro de casa como também dar um suporte a família para conduzi-los, seja nas atividades dentro de casa, ou para leva-los ao médico, nas atividades de lazer e outros lugares”, disse a fisioterapeuta.

“Essas ações são importantes, pois representam o compromisso do Governo Municipal com a saúde do nosso município e que tem contribuído para obtermos resultados positivos. São pacientes que necessitam restabelecer sua locomoção e para isso contam, além de cadeiras de roda que são entregues gratuitamente, também com o tratamento realizado no conforto de sua residência com auxílio de profissionais qualificados e acompanhados dos familiares”, afirmou o secretário de Saúde, Zé Barbosa.

Texto e fotos: Ana Lúcia Souza

  • Compartilhe: