Primeiro Informe Epidemiológico de Doença de Chagas é lançado pela Prefeitura Municipal de São Desidério

Como parte da parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde de São Desidério e o Projeto IntegraChagas Brasil, dados de casos e óbitos pela doença de Chagas são apresentados para a sociedade

Hoje, 10 de junho de 2024, foi lançado o 1º Informe Epidemiológico em Doença de Chagas em São Desidério, durante a cerimônia de lançamento do Projeto IntegraChagas Brasil no estado da Bahia. De forma inédita, o informe apresenta uma síntese de indicadores epidemiológicos e operacionais estratégicos, com análise de dados sobre casos notificados dos últimos três anos (2021-2023), bem como de óbitos e internações hospitalares dos últimos 14 anos (2010-2023).

Os dados de óbitos e internações foram extraídos do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH-SUS). Os dados de casos notificados foram de oriundos do e-SUS notifica.

O processo de elaboração foi definido pelo secretário Municipal de Saúde, Adrianno José de Oliveira Almeida do Nascimento, e conduzido pela equipe de coordenação da vigilância (Luzeni Alves dos Santos) e de atenção à saúde (Danielli Manheze Santana) do município ainda em 2024, após reuniões técnicas sequenciais, como parte das atividades do projeto “Acesso à detecção e tratamento da doença de Chagas no âmbito da atenção primária à saúde (APS) no Brasil – IntegraChagas Brasil”.

O Projeto IntegraChagas Brasil – é uma pesquisa estratégica financiada e demandada pelo Ministério da Saúde do Brasil, sob coordenação do Instituto Nacional de Infectologia da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz), em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Seu objetivo principal é ampliar o acesso à detecção e tratamento da doença de Chagas no contexto da Atenção Primária integrada à Vigilância em saúde. Em São Desidério, o projeto conta com o apoio 25ª Núcleo Regional de Saúde da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Região de Saúde de Barreiras), da equipe central da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde.

  • Compartilhe:

Pular para o conteúdo