Recenseamento em São Desidério está na reta final

O Brasil inteiro recebe os recenseadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para a realização do censo. Em São Desidério, o trabalho teve início no mês de agosto de 2022 e agora já está na reta final.

De casa em casa, foram contratados 23 recenseadores que são os responsáveis pela coleta domiciliar, dois supervisores e uma chefe de município, um total de 26 agentes para atender os mais de 130 povoados, dois distritos e a sede de São Desidério.

O coordenador censitário de subárea do IBGE, João Marcos, fala da importância da população receber os agentes e participar do censo. “É um trabalho feito a cada 10 anos e de extrema importância, pois é a única coleta realizada de casa em casa, em todo o país, e se transforma em políticas públicas trazendo investimentos para os municípios, pois a partir desse levantamento de dados é retratado a realidade de cada município, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos moradores”, destaca João Marcos.

Nesta edição, o trabalho de coleta de foi reforçado com um número do disque censo disponibilizado a população. “Tem o disk censo por meio do número 137, pelo qual a população pode ligar e é verificado no sistema se a pessoa recebeu ou não o recenseador. Caso não foi coletado o agente poderá ir em domicílio ou também fazer a coleta por telefone”, complementa o coordenador, que ainda ressalta acerca da previsão de encerramento dos trabalhos para o mês de março.

A prefeitura de São Desidério é parceira do IBGE nesse trabalho. “A prefeitura municipal está apoiando e dando todas as condições para que o censo seja feito, pois trata-se de um trabalho muito importante para o município”, afirma a secretária de Administração e Finanças, Ávila Izadora.

Ascom SD

  • Compartilhe: